10 de dezembro: Dia Internacional dos Direitos Humanos

O dia 10 de dezembro, marca o Dia Internacional dos Direitos Humanos. O documento, que é um dos fundamentais do sistema das Nações Unidas, foi adotado em 10 de dezembro de 1948, fruto da cooperação de representantes políticos, jurídicos e culturais de diferentes nações, na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). 

Pela primeira vez, foram instituídas normas comuns e universais para a defesa e proteção dos direitos humanos, independentemente de nacionalidade, cor, sexo e orientação sexual, política e religiosa, direitos que são cada vez mais violados por ditaduras, guerras e políticas de desigualdade social e discriminatórias de direitos.

No Brasil, todos os dias estes direitos são violados de alguma forma, quer pela fome a que milhares são submetidos, quer pela repressão que mata pela cor da pele, pela condição social, pela opção sexual, pelo desemprego, que degrada a dignidade, ou outro fator de desrespeito total aos direitos humanos.

E em meio a pandemia, temos visto não só um desrespeito aos direitos humanos fundamentais, como o direito à própria vida, mas também, uma discussão inaceitável sobre a vacina contra a Covid-19, que tem quer ser universal, obrigatória e gratuita.

Para o ministro da saúde do governo Bolsonaro, Eduardo Pazuello, é preciso avaliar “se há demanda” pela vacina no país. Para ele, quase 180 mil mortos, muitos sem sequer ter tido o atendimento necessário e digno, e mais de 6,5 milhões de infectados, ainda não é demanda?

Que o Dia Internacional dos Direitos Humanos sirva para alertar sobre o que significa “ser humano”, o que ao que parece, em tempos de pandemia, muitos esqueceram, a começar pelo governo, que é quem deveria cuidar da população brasileira, mas que, como ele mesmo diz, já que “não é coveiro”, nem “maricas”, “não tem nada que eu possa fazer”.

Assessoria de Comunicação

10/12/2020 13:20:04

Rua Washington Luiz, 572 - Centro, Cep 90010-460 Porto Alegre, Rio Grande do Sul.

O novo horário de atendimento é das 10h às 16h15.

Este horário é emergencial, devido a pandemia.

Estamos à disposição dos trabalhadores, caso necessitem de informações ou qualquer outra questão, podem enviar email para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou por telefone, pelo número (51) 3286.9600.

Atenciosamente,

Direção SINTTEL-RS