O SINTTEL-RS publicou na edição do jornal Correio do Povo do dia 17 de janeiro de 2024, edital sobre o processo eleitoal da entidade que irá definir a direção do Sindicato para o próximo período. No edital estão informações como data da eleição, inscrição de chapas, entre outros e é assinado pela Junta Eleitoral do SINTTEL-RS.

Confira AQUI o edital.

O diretor do SINTTEL-RS, Itamar Prestes Russo, representou o Sindicato na eleição por aclamação que designou o colega Ivo Pinheiro para a presidência da Associação dos Profissionais em Telecomunicações e Tecnologia da Informação (ASTTI). Atividade ocorreu no dia 21 de novembro, na sede da entidade.

A ASTTI, que tem sido parceira do Sindicato em diversas atividades, tem como objetivo promover ações sociais, culturais e de lazer, proporcionando ao quadro social, trabalhadores e comunidade, convivência e integração, com sustentabilidade, comprometimento e motivação, visando a melhoria contínua e qualidade de vida.

Entre outras iniciativas, a Associação desenvolve programas de ação Social, tendo em vista aprimorar o relacionamento cultural e profissional de seus associados; promove programas de formação educacional, a fim de estimular seus associados para um melhor desempenho profissional; organiza atividades esportivas, de âmbito interno e externo; entre outras.

A ASTTI fica no Beco do Souza Costa, 750, Jardim Ypu, em Porto Alegre.

Assessoria de Comunicação

27/11/2023 15:32:20

Dirigentes de diversas categorias, entre elas dos telefônicos, acompanharam, a sessão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), da Assembleia Legislativa, a votação do Projeto de Lei 290/2023, que prevê reajuste de 9% para o salário-mínimo regional de 2023. Mas, por mais uma manobra da base do governo Eduardo Leite (PSDB), a proposta não foi votada, apesar de ter parecer favorável da relatoria.

Um dos deputados da base do governo, deputado Marcus Vinicius (PP), pediu vistas ao projeto, impedindo a votação. Na última semana, os deputados da base governista já não haviam dado quórum na Comissão, em outra manobra para travar a tramitação da proposta.

A proposta apresenta 9% de reajuste e altera a data-base para 1º de fevereiro. As centrais reivindicam um reajuste de pelo menos 10,5% (inflação correspondente ao período do governo Leite) e a manutenção da data base em 1º de fevereiro.

Os trabalhadores lembram que o salário-mínimo regional é importante para cerca de 1,5 milhão de gaúchos que recebem o piso regional. Lembrando que os trabalhadores telefônicos estão na Faixa II, abrangendo os trabalhadores em empresas de telecomunicações, teleoperador (call center), telemarketing, call-center, operadores de voip (voz sobre identificação e protocolo), TV a cabo e similares. Além disso, o piso regional serve de parâmetro para o reajuste salaria de diversos segmentos.

O deputado Luiz Fernando Mainardi (PT), lembrou que, mais uma vez, o trabalhador, que deveria estar com seu piso reajustado desde fevereiro, sai prejudicado pelos partidos da base governista. O governo só mandou a proposta no meio do ano e agora orienta sua base a ficar empurrando com a barriga a votação.

Assessoria de Comunicação

C/Informações da CUT-RS

15/10/2023 20:13:59

No último dia 5 de outubro, dirigentes do SINTTEL-RS estiveram reunidos com o presidente e diretores da Associação dos Provedores de Serviços e Informações da Internet do RS (InternetSul), na sede daquela entidade, para entrega simbólica da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) dos Provedores, já registrada junto ao MTE.

Na oportunidade, os diretores Flávio e Augusto cobraram da InternetSul ampla divulgação da CCT, bem como o agendamento de assembleias de adequação da CCT na prática das empresas associadas, inclusive o pagamento do reajuste negociado.

Foi acertado, para iniciar o processo de adequação com uma relação inicial das empresas médias e grandes, e primeiramente com as que pertencem a diretores da entidade, que se colocaram à disposição para dar início ao processo.

No total, as empresas relacionadas, somam cerca de quatro mil trabalhadores em Provedores, que agora estão sendo beneficiados pelas conquistas e garantias da CCT.

O Sindicato irá contatar com as empresas, antes de cada assembleia, para verificar se há necessidade de um acordo complementar ou adequação à CCT, de acordo com a realidade da empresa. Estas agendas devem acontecer até o final do ano. Os dirigentes também irão apresentar o Sindicato e destacar a importância e as vantagens da sindicalização.

O SINTTEL-RS alerta aos trabalhadores que é fundamental que cada um e cada uma conheça na íntegra a Convenção e frente a qualquer situação em desconformidade com o documento, é importante procurar o Sindicato para que a entidade possa tomar as providências necessárias.

Sindicalize-se. Juntos, somos mais fortes!

Trabalhador sindicalizado, é trabalhador valorizado!

Assessoria de Comunicação

11/10/2023 14:08:15