Em plena crise de coronavírus, governo aproveita para piorar a vida dos trabalhadores

O governo Bolsonaro editou, dia 23 de março, a Medida Provisória 927 autorizando corte de salários e redução de direitos trabalhistas. A medida, num dos momentos mais difíceis para os brasileiros, supera qualquer crueldade possível, já que atinge exatamente os trabalhadores com os menores salários e os setores mais vulneráveis da população. Alguns partidos já ingressaram no Supremo Tribunal Federal pedindo a inconstitucionalidade da MP e pedem a suspensão dos efeitos da MP até o julgamento final da ação.

O governo, vem sistematicamente destruindo os direitos dos trabalhadores, e piora esta situação exatamente no momento que a atividade econômica do país está paralisada pelo impacto da expansão do contágio pela doença covid-19. A MP viola direitos sociais ao trabalho e à saúde.

Perversidade

A MP 927 é uma verdadeira receita para a disseminação da miséria social, em clara violação ao artigo 3º da Constituição, que impõem como objetivos fundamentais da República, erradicar a pobreza e reduzir as desigualdades sociais e regionais.

Abusos não param

Jair Bolsonaro vem utilizando a crise frente a pandemia do coronavírus para solicitar ao STF a suspensão do prazo de validade das MPs. Uma das Medidas que Bolsonaro quer valendo é a que

restringe Lei de Acesso à Informação, um importante instrumento de transparência sobre as ações e gastos dos governos, das instituições e empresas públicas.

Assessoria de Comunicação

26/03/2020 12:42:05

Rua Washington Luiz, 572 - Centro, Cep 90010-460 Porto Alegre, Rio Grande do Sul.

O novo horário de atendimento é das 10h às 16h15.

Este horário é emergencial, devido a pandemia.

Estamos à disposição dos trabalhadores, caso necessitem de informações ou qualquer outra questão, podem enviar email para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou por telefone, pelo número (51) 3286.9600.

Atenciosamente,

Direção SINTTEL-RS