Trabalhadores na Ezentis realizam protesto em todo o Estado

Os trabalhadores na Ezentis no RS, realizaram, na segunda-feira (26), atos em frente aos portões da empresa em todo o Estado. As manifestações foram contra a gestão irresponsável da Ezentis, que provoca acidente fatal, não cumpre ACT e ameaça com cortes e precarização. Os trabalhadores também lembraram o companheiro Fábio, morto em acidente de trabalho na semana passada. Em todas as regiões, a participação dos trabalhadores foi muito intensa.

Os protestos iniciaram cerca de 8h e se estenderam até às 12 horas e foram realizados simultaneamente em vários localidades no Estado. Além de denunciar a gestão irresponsável da empresa que provocou um acidente fatal na semana anterior, fruto da falta de condições dos GMGs (grupo de motor gerador) e de suas medidas de prevenção de acidentes, os trabalhadores também protestaram contra outras questões, como implantação de escalas, através de pressão nos trabalhadores para mudar seus horários; ameaça de corte no adicional de periculosidade; mudança de cargo\função na carteira; ameaças de descontos na indevida utilização e conservação das ferramentas de trabalho e equipamentos (EPI’s); descontos abusivos de avarias e desgaste dos veículos que é a ferramenta de trabalho, sendo que a cláusula do ACT, refere multas e sinistros; e uma proposta absurda de reajuste nos salários.

Além destes itens, a Ezentis, através de sua administração, não paga corretamente uma parte de seus empregados de um dos contratos de rede externa, o valor do tíquete e demais benefícios e ameaça rebaixar o plano de saúde e o valor da locação de veículo do empregado.

Segundo o SINTTEL-RS, motivos não faltam para protestar. Além disso, segundo avaliação da entidade, a empresa não vem desmontrando muita vontade de mudar este quadro. E, somente depois dos protestos, marcou reunião para o dia 4 de setembro, na sede do Sindicato.

Reunião com o MTE

Na terça-feira (27), o Sindicato reuniu com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), para tratar sobre a investigação do acidente envolvendo o trabalhador Fábio e sobre a falta de condições de trabalho. A entidade estará, ainda, acionando o Ministério Público e Tribunal Regional do Trabalho (TRT4), para tratar de outras pendências.

Solidariedade

Após o protesto dos trabalhadores da Ezentis na segunda-feira (26), os dirigentes do SINTTEL em Santa Catarina e no Paraná, entraram em contato para demonstrar seu apoio e solidariedade aos trabalhadores gaúchos. Frisaram a preocupação com as mesmas questões que revoltam os trabalhadores na empresa no RS e se colocaram à disposição para construir um movimento conjunto em toda a Região Sul, com os empregados da Ezentis nos 3 Estados de forma simultânea, no mês de setembro.

Assessoria de Comunicação

28/08/2019 10:39:34

A direção do SINTTEL-RS acompanha atentamente o avanço da pandemia de COVID-19, a doença causada pelo CORONAVÍRUS. Preocupada com os trabalhadores em telecomunicações e, também, com os do Sindicato, decidiu reduzir o horário de trabalho podendo ser reavaliado a qualquer instante, conforme evolução do estado de alerta.

O novo horário é das 10h às 16h15. Este horário é emergencial.

Reafirmamos que estamos à disposição dos trabalhadores e trabalhadoras e orientamos todos que, caso necessitem de informações ou qualquer outra questão, podem enviar email para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou por telefone, pelo número (51) 3286.9600.

Atenciosamente,

Direção SINTTEL-RS