Trabalhadores na Ezentis realizam protesto em todo o Estado

Os trabalhadores na Ezentis no RS, realizaram, na segunda-feira (26), atos em frente aos portões da empresa em todo o Estado. As manifestações foram contra a gestão irresponsável da Ezentis, que provoca acidente fatal, não cumpre ACT e ameaça com cortes e precarização. Os trabalhadores também lembraram o companheiro Fábio, morto em acidente de trabalho na semana passada. Em todas as regiões, a participação dos trabalhadores foi muito intensa.

Os protestos iniciaram cerca de 8h e se estenderam até às 12 horas e foram realizados simultaneamente em vários localidades no Estado. Além de denunciar a gestão irresponsável da empresa que provocou um acidente fatal na semana anterior, fruto da falta de condições dos GMGs (grupo de motor gerador) e de suas medidas de prevenção de acidentes, os trabalhadores também protestaram contra outras questões, como implantação de escalas, através de pressão nos trabalhadores para mudar seus horários; ameaça de corte no adicional de periculosidade; mudança de cargo\função na carteira; ameaças de descontos na indevida utilização e conservação das ferramentas de trabalho e equipamentos (EPI’s); descontos abusivos de avarias e desgaste dos veículos que é a ferramenta de trabalho, sendo que a cláusula do ACT, refere multas e sinistros; e uma proposta absurda de reajuste nos salários.

Além destes itens, a Ezentis, através de sua administração, não paga corretamente uma parte de seus empregados de um dos contratos de rede externa, o valor do tíquete e demais benefícios e ameaça rebaixar o plano de saúde e o valor da locação de veículo do empregado.

Segundo o SINTTEL-RS, motivos não faltam para protestar. Além disso, segundo avaliação da entidade, a empresa não vem desmontrando muita vontade de mudar este quadro. E, somente depois dos protestos, marcou reunião para o dia 4 de setembro, na sede do Sindicato.

Reunião com o MTE

Na terça-feira (27), o Sindicato reuniu com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), para tratar sobre a investigação do acidente envolvendo o trabalhador Fábio e sobre a falta de condições de trabalho. A entidade estará, ainda, acionando o Ministério Público e Tribunal Regional do Trabalho (TRT4), para tratar de outras pendências.

Solidariedade

Após o protesto dos trabalhadores da Ezentis na segunda-feira (26), os dirigentes do SINTTEL em Santa Catarina e no Paraná, entraram em contato para demonstrar seu apoio e solidariedade aos trabalhadores gaúchos. Frisaram a preocupação com as mesmas questões que revoltam os trabalhadores na empresa no RS e se colocaram à disposição para construir um movimento conjunto em toda a Região Sul, com os empregados da Ezentis nos 3 Estados de forma simultânea, no mês de setembro.

Assessoria de Comunicação

28/08/2019 10:39:34

Rua Washington Luiz, 572 - Centro, Cep 90010-460 Porto Alegre, Rio Grande do Sul.