Cada vez mais trabalhadores se somam a luta da categoria com a sindicalização

Em tempos de ataques aos direitos dos trabalhadores e as suas representações, os telefônicos tem sabido responder à altura, aumentando as sindicalizações. Nesta semana, foram feitas novas sindicalizações dos trabalhadores da Vivo e as Serede.

E isso não é por acaso. A categoria tem entendido que quanto mais forte o seu sindicato, maior é a possibilidade de manter os direitos conquistados e garantir avanços. As negociações, cada vez mais difíceis em função da reforma trabalhista que apenas beneficia as empresas, têm garantido, com a atuaçao sindical e respaldo dos trabalhadores, os direitos dos telefônicos, conquistados com anos de luta e, dependendo da situação, até garantido avanços importantes. Estes avanços não dizem respeito apenas a questões salariais, mas a outros benefícios, como plano de saúde, cursos de formação e qualificação custeados pelas empresas, entre outros.

E estas conquistas não acontecem por generosidade das empresas, que sempre leva como primeira proposta para as mesas de negociação, o desmonte dos Acordos Coletivo. Mas se deve a resistência do sindicato na negociação, e a mobilização e respaldo da categoria é que permite os avanços e a manutenção dos direitos.

Mas, para além das mobilizações e do respaldo da categoria à negociação feita pelo sindicato, um dos fatores que pesa muito no respeito imposto pela entidade às empresas, é o número de sindicalizados. A sindicalização representa a unidade dos trabalhadores com o Sindicato e a legitimidade que a entidade tem, não só legalmente, mas politicamente, de falar em nome de toda a categoria.

Sindicalize-se e ajude a fortalecer ainda mais a luta. Acesse AQUI a ficha de sindicalização, preencha, assine e entregue para o representante sindical ou diretamente no Sindicato.

Assessoria de Comunicação

15/08/2019 11:21:00

A direção do SINTTEL-RS acompanha atentamente o avanço da pandemia de COVID-19, a doença causada pelo CORONAVÍRUS. Preocupada com os trabalhadores em telecomunicações e, também, com os do Sindicato, decidiu reduzir o horário de trabalho podendo ser reavaliado a qualquer instante, conforme evolução do estado de alerta.

O novo horário é das 10h às 16h15. Este horário é emergencial.

Reafirmamos que estamos à disposição dos trabalhadores e trabalhadoras e orientamos todos que, caso necessitem de informações ou qualquer outra questão, podem enviar email para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou por telefone, pelo número (51) 3286.9600.

Atenciosamente,

Direção SINTTEL-RS