Sexta, 24 Novembro 2017

 

     Trabalhadores Ezentis unidos mostram força com o seu sindicato

     Nesta quarta-feira, dirigentes da executiva do Sinttel participaram, junto com os trabalhadores na Ezentis, de ato de paralisação, centralizados na sede da empresa em Canoas e nos Centros de Manutenção nas regiões de todo Interior e Litoral.
     O movimento se iniciou às 7h30min sendo que mais de 50% dos empregados da empresa aderiram à paralisação. Em Canoas, o ato foi mobilizado com o uso de um carro de som no portão da Ezentis. O Sinttel lidera a luta da categoria que vem sendo prejudicada por descontos indevidos em seus salários por inconsistências no aplicativo MOSAIC do APH (apontamento de horas), situação que permanece pelo menos há três anos. No Aditivo a empresa reconhece estes problemas e prevê ressarcimento ao trabalhador lesado. Porém, na última assembleia, foi solicitado pelo sindicato o registro da jornada de trabalho através do SGS. No entanto, a empresa comunica não ser possível e retornou ao MOSAIC. O sindicato vem recebendo várias denúncias de descontos e mensagens onde a empresa informa que o aplicativo está com problemas e constantemente inativo.
     Na negociação de 2015 ficou acertado que não teríamos mais banco de horas e a empresa aceitou pagar todas as horas extras. Porém, deixou no ACT 2015/2017 que, sendo de sua necessidade, poderia compensar as horas semanalmente. Sendo assim, após dois anos em que os trabalhadores estavam recebendo suas horas, a empresa, no dia 4/09/17, comunicou que estas passariam a ser folgadas. Mudança unilateral, sem acerto com o sindicato, e mal colocado aos trabalhadores, causando prejuízo em seus proventos mensais e no sustento de suas famílias.
     Neste período, a empresa recebeu, em 1° agosto /17 (data-base), a pauta construída em assembleia realizada no dia 26/07/17, e no dia 10/08/17, a minuta do ACT /PLR foi enviada via correio ao negociador. No entanto, o sindicato continua aguardando agendamento de reunião, sendo reforçado, no mesmo dia 4/09/17, o alerta de 30 dias sem retorno. Os trabalhadores estão ansiosos, devido à reforma trabalhista, que passa a vigorar no mês de novembro.
     Durante a palisação desta quarta-feira, o negociador da empresa, Alvarenga, junto com o gerente da empresa no Estado, Sallabery e os coordenadores Álvaro e Genésio (em substituição da Renata) solicitaram reunião com o sindicato, representados no ato pela Circe Abreu de Matos, Flávio Rodrigues e Gilnei Azambuja. A tele-reunião durou 1 hora, quando foram negociados os pontos relatados acima. Avançou-se no agendamento de reunião para o dia 19/09/17, às 11 horas, com o diretor da empresa na sede do Sinttel, para se iniciarem as negociações do ACT 2017/2019, mantendo até esta data o que vem sendo praticado nas cláusulas vigentes e o pagamento das horas extras (cláusula 10 deste instrumento) e o acerto do ressarcimento aos trabalhadores descontados indevidamente pelo aplicativo, conforme oficializado pela Ezentis.
     O resultado desta reunião foi apresentado aos trabalhadores, sendo aprovada em assembleia por unanimidade a suspensão da paralisação, o retorno das atividades e, após o dia 19 de setembro, a convocação das assembleias para apreciação de quais alterações a empresa pretende fazer, deixando claro que serão avaliadas pela categoria e, se não aceitas, serão realizados novos movimentos para as conquistas necessárias e justas a todos e todas.
     O movimento foi um sucesso, o reconhecimento dos trabalhadores foi valoroso, resultando em muitas sindicalizações: 19 Canoas; 8 Santa Cruz do Sul; 6 Pelotas: 2 Santa Maria: 1 Uruguaiana: 1 Santo Ângelo.

 

circe a

 

 

Reforma Trabalhista, veja o que mudou !

clt

App